Copa América de ciclismo

por Cícero Lourenço


      Pelo quarto ano consecutivo, a Copa América de ciclismo deu um exemplo de organização com transmissão ao vivo pela televisão, com uso de helicóptero e até ciclista-cinegrafista!

      O Secretário Estadual da Juventude, Esporte e Lazer, iatista Lars Grael prestigiou a prova. Não só compareceu à largada, como assistiu a disputa e fez a entrega da premiação da elite masculina.

      Como não podia deixar de ser, a prova masculina foi disputadíssima e contou com a participação de ciclistas de 4 países (Uruguai, Argentina, Brasil e EUA), interessados em participar da Volta de São Paulo, que começou no mesmo dia, com uma etapa de apenas 3 voltas (13 km) lá mesmo no autódromo de Interlagos.

      Nomes conhecidos do ciclismo mundial marcaram presença na prova: John Lieswyn (campeão da Copa América 2002 e da 9 de Julho 2003), Luciano Pagliarini (campeão da 9 de Julho 1998, correndo atualmente como profissional na Europa), além de outros que poderiam ser também apontados como favoritos.


Elite feminino

      A prova deste ano no feminino foi vencida com folga pela ciclista da equipe Fupes/Santos, Uênia Fernandes de Souza. O ataque sobre as outras competidoras eliminou a necessidade de sprint da vencedora. Mais de 500 metros a separavam das outras competidoras, que chegaram juntas para disputar a segunda colocação.

1º UENIA FERNANDES DE SOUZA (FUPES SANTOS)
2º DÉBORA CRISTINA GERHARD (SCOTT / FADENP)
3º CLEMILDA FERNANDES SILVA (FUPES SANTOS)
4º ROSANE KIRCH (AVULSO)
5º JANILDES FERNANDES (MICHELLA FANINI)
6º MARIA LUCILENE DA SILVA (ALFA)
7º CARLA CAMARGO GARDENAL (SCOTT / FADENP)
8º MARCILENE TEIXEIRA (GENES BIKE)
9º LUCIENE DA SILVA (AVULSO)
10º PATRICIA MOREIRA (AVULSO)



Elite masculino

      O evento deste ano teve metas-volantes em todas as 8 voltas (35 km no total) da elite masculina. Cada ciclista que fechou a volta em primeiro lugar recebeu R$ 200,00 de premiação, o que manteve o ritmo forte durante toda a competição.

      A redução no número de voltas da competição trouxe ainda mais velocidade à prova. Os ciclistas chegavam a manter médias acima de 47 km/h em algumas voltas. Pra quem conhece o autódromo de Interlagos, com suas subidas constantes, não fica difícil imaginar o ritmo fortíssimo que o pelotão manteve durante a corrida.

      Durante a 5ª volta, o ciclista Márcio May, que já venceu no autódromo, atacou o pelotão e ficou sozinho na frente, chegando a abrir uma boa vantagem sobre o grupo que o perseguia. Márcio conseguiu baixar ainda mais o tempo das voltas, mesmo estando sozinho e até deu a impressão de que ia conseguir se manter à frente até o fim da prova, mas na última volta o pelotão resolveu tirar a diferença e, como de costume, o sprint final decidiria as colocações.

      Num trabalho de equipe bem articulado, uma dupla de uruguaios se colocou corretamente no pelotão e esperou a hora certa de arrancar, quando Alem Rayes foi lançado por seu companheiro de equipe pra cruzar a linha de chegada em 45min 40seg (45,2 km/h de média), com menos de uma bicicleta de vantagem sobre Edy Cisneros, da Argentina. O primeiro brasileiro a chegar foi Armando Camargo da equipe de Americana, em terceiro.

1º ALEM RAYES (URUGUAI)
2º EDY CISNEROS (ARGENTINA)
3º ARMANDO CAMARGO (SAP / SÃO LUCAS / MÔNACO / AMERICANA)
4º RODRIGO MENDIETA (SÃO BERNARDO - ARGENTINA)
5º ALEJANDRO BORRAJO (ARGENTINA)
6º ANTONIO NASCIMENTO (MEMORIAL / SANTOS)
7º JEAN CARLOS COLOCA (SCOTT / FADENP / SÃO JOSÉ DOS CAMPOS)
8º FÁBIO BENSI (VIMOTO / RIO DE JANEIRO)
9º EMILE ABRAHOM (TOSHIBA - ESTADOS UNIDOS)
10º RAIMUNDO CARVALHO (GENES BIKE)